O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Cuiabá, Sábado, 18 de Novembro de 2017

Curta nosso Facebook

Galerias em Destaque

Vídeos em Destaque

Publicidade

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias em Destaque

TENENTE JAMIL AMORIM ASSUME PMN E DIZ QUE MILITARES CONSTRUIRÃO UM PARTIDO ÉTICO EM MT


Um partido que vai lutar para que a ética, a moral e a competência prevaleçam na política de Mato Grosso. Assim o Tenente PM Jamil Queiróz, aposentado, que é mestre em Ciências da Educação, definiu o PMN - Partido da Mobilização Nacional, que ele agora passa a comandar no Estado, depois de empossado, na noite de quinta-feira, 17 de agosto, como novo presidente da Executiva Estadual do partido, ao lado do Cabo PM Juliano Rabelo, vice-presidente, e dos civis Ronei de Souza, secretário geral e Assuir Nunes, vogal.

A posse de Jamil atraiu mais de 500 pessoas à sede social da ASSOF e se transformou em uma grande festa de confraternização dos militares, que festejavam o avanço de sua organização em Mato Grosso. Marcada pela emoção e pelo desejo coletivo de estabelecer uma forte e renovadora influência na política estadual, a solenidade foi prestigiada pelos dirigentes e filiados das três associações que representam os militares em nosso Estado - ASSOF, ASSOADE e ACS - além da fundadora do PMN e representante da Executiva Nacional do partido, Célis Santin Borges, dos comandantes gerais da Polícia Militar, Coronel Marcos Vieira da Cunha e do Corpo de Bombeiros, Coronel Alessandro Borges Ferreira, do senador José Medeiros (PSD) e do vereador por Cuiabá Joelson Fernandes (PSC). O governador Pedro Taques foi representado no ato pelo secretário chefe da Casa Militar do Governo de Mato Grosso, Coronel PM Wesney de Castro Sodré.

NOVA HISTÓRIA

Fundado nacionalmente em abril de 1984 e presente na política de Mato Grosso desde julho de 1987, o Partido da Mobilização Nacional, de acordo com Jamil Amorim, pretende agregar os setores civis da sociedade, más escorando-se em uma forte base militar, já que as duas corporações PM e Corpo de Bombeiros são as únicas que se fazem presentes em todos os 141 municípios do Estado.

“Queremos um partido plural, que contribua decididamente para a tão reclamada renovação. Para mudar nossa situação de vida e para mudar a política brasileira, é preciso que façamos política, pois só através da ação podemos fazer esta mudança e privilegiar a atuação dos homens e das mulheres de bem”, destacou o novo presidente.

Jamil Amorim, Juliano Rabelo e demais oradores destacaram as sucessivas vitórias que os militares mato-grossenses vem alcançando, desde que as três Associações de Militares (Associação dos Oficiais, Associação dos Subtenentes e Sargentos e Associação dos Cabos e Soldados) passaram a atuar de forma articulada.

Vitórias não só em se tratando de salários e estrutura de trabalho como também já na política, citando como exemplo a recente eleição do Sargento Joelson Fernandes como vereador pelo PSC em Cuiabá. “Joelson não tinha dinheiro, más contou com a força das Associações para despontar como uma novidade da política em nossa Capital. Assim faremos, agora, por todo o Estado, já que nossa entrada no PMN vai estabelecer um ambiente seguro e com estabilidade para que os Policiais Militares e Bombeiros Militares possam disputar o pleito eleitoral de 2018, seja para a Assembleia Legislativa, Câmara Federal dos Deputados e, mais adiante, certamente, para o Senado Federal e Governadoria do Estado”.

O Cabo Juliano Rabelo, que já atuou como deputado na Câmara Federal em 2011, garantiu que volta com fôlego renovado para participar da construção do novo partido dos militares, atuando como vice-presidente do PMN. Dentro das suas funções de Superintendente de Cidadania da SETAS – Secretaria de Trabalho e Assistência Social do Governo do Estado ele vem percorrendo todo o Mato Grosso para atuar nas frentes de atendimento às comunidades mais carentes. “Vamos aproveitar essas viagens e, depois de nosso expediente de trabalho, trabalhar para os diretórios do PMN sejam construídos até mesmo nos municípios mais distantes. Queremos chegar nas eleições de 2018 com uma estrutura que possa demonstrar que nosso partido veio para fazer a diferença e defender os interesses do povo e dos militares com muita paixão”, disse Juliano.

DEFESA DOS MILITARES E DAS MINORIAS

O comandante geral do Corpo de Bombeiros, Coronel Alessandro Borges Ferreira destacou o momento histórico e a importância do engajamento dos militares na política. “Nós conhecemos, mais do que ninguém, as mazelas da sociedade. Estamos presentes em todo o Estado, nos mais distantes lugarejos, lidamos com essas mazelas em nosso cotidiano e certamente temos condição de fazer diferente e transformar para melhor a política de Mato Grosso, “

Para o comandante geral da PM, Coronel Marcos Vieira da Cunha, ao assumir a presidência do PMN, o tenente Jamil Amorim eleva o padrão da política no Estado, já que é um humanista e sempre foi um profissional ético e da maior respeitabilidade. O caráter no novo presidente do PMN também foi destacado pelo tenente coronel Wanderson Nunes de Siqueira, presidente da ASSOF, pelo subtenente Luciano Esteves Corrêa da Costa, presidente da ASSOADE, e pelo cabo Adão Martins, presidente da Associação de Cabos e Soldados.

A fundadora do PMN em Mato Grosso, Célis Borges, expressou sua satisfação em transferir o comando do partido para um grupamento de militares que irá dignificá-lo. Única mulher no dispositivo de autoridades no ato de posse da nova Executiva do PMN, Célis alertou para um importante desafio que os novos dirigentes já têm diante de si: atrair mais mulheres para a militância política dentro do PMN. Ao discursar, no final do ato, o tenente Jamil assumiu o desafio e respondeu que vai trabalhar intensamente para que as mulheres e suas demandas estejam fortemente representadas dentro da nova agremiação. “Vocês também não podem deixar de notar que sou um negro e que estou assumindo a presidência do PMN. Logo, a luta contra o racismo e contra todas as formas de preconceitos também estarão representadas em meu mandato”, disse.

Ele finalizou dizendo que a nova direção quer o PMN plural, com a participação de civis e espera reativar o partido em todos os municípios. Além disso, aguarda que a reforma política em tramitação abra janela para mudança de partidos, o que garantirá que os 13 vereadores mato-grossenses que são policiais militares possam se filiar ao PMN. “Oriundos da Polícia Militar temos dois vereadores por Cuiabá, dois por Colniza, e um em Juara, Campo Novo do Parecis, Várzea Grande e outros municípios”, aponta Jamil.

 

Data: 21/08/2017
Fonte: Enock Cavalcante - Jornalista
Efetue seu Comentário nos campos abaixo:
Seu Nome: Campo Obrigatório
Seu e-mail: Campo ObrigatórioFormato Inválido
Seu Comentário:
Campo Obrigatório
CAPTCHA Image
Recarregue a imagem
 
Comentário(s)
   
Av. Dr. Hélio Ponce de Arruda s/nº, Centro Político Administrativo, CEP: 78055-007, Cuiabá - Mato Grosso, Brasil, Fone / Fax: (65) 3644-3344.
Corpyright© 2012 - Todos os direitos Reservados. SITES EM CUIABÁ VILLASBOASWEB.